Logo IFRJ

Licenciatura em Matemática

 

APRESENTAÇÃO:

O curso de Matemática, Licenciatura, objetiva a formação do Professor de Matemática para os Anos Finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação Profissional; possibilitando ao graduando a aquisição de amplo domínio teórico, experimental e pedagógico da Matemática, além do desenvolvimento de postura investigativa, ética, crítica e capaz de produzir e disseminar conhecimentos científicos e tecnológicos.

Para além das atividades de ensino, o graduado estará qualificado para o planejamento e gestão educacional, desenvolvimento ou aperfeiçoamento de materiais didáticos e recursos tecnológicos para o ensino, atuação em atividades educacionais não escolares e pesquisa. Também, com a devida formação continuada poderá atuar em outros contextos onde se faça necessário este profissional, como no segmento securitário, previdenciário, financeiro, de pesquisa de mercado e industrial.

 

Como ingressar

SiSU: Para ingressar nos cursos de graduação do IFRJ é necessário realizar o ENEM e, posteriormente, inscrever-se no SiSU (Sistema de Seleção Unificada), optando por cursos ofertados pela instituição. Para mais informações, acesse https://portal.ifrj.edu.br/processo-seletivo-graduacao/sisu-20182.

Transferência Externa: Destina-se a estudantes, regularmente matriculados em instituições devidamente credenciadas e cursos autorizados / reconhecidos, que desejam prosseguir seus estudos no IFRJ. Há possibilidade de reaproveitamento de créditos.

Reingresso: Destina-se a graduandos, em instituições devidamente credenciadas e cursos autorizados / reconhecidos, que desejam cursar nova graduação. Há possibilidade de reaproveitamento de créditos.

 

Coordenadora: 
Renata Arruda Barros
Modalidade: 
Presencial
Campus e Turno: 
Volta Redonda - Tarde / Noite
Duração do Curso: 
Mínimo 8 semestres e máximo 15 semestres
Carga Horária: 
3.388,5 horas
Ato Autorizativo: 
Portaria SERES/MEC nº 1.095 de 24/12/2015
Informações Gerais: 

O CURSO

 

Princípios Norteadores

O Projeto Pedagógico do Curso foi construído de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais, com o Projeto Pedagógico Institucional e demais documentos norteadores da profissão, procurando atender, por meio de princípios metodológicos e filosóficos, às necessidades de formação do estudante.

O processo formativo do curso de Licenciatura em Matemática está baseado na integração e na articulação entre ciência, tecnologia, cultura e conhecimentos específicos e no desenvolvimento da capacidade de investigação científica. Essas são dimensões essenciais à manutenção da autonomia e dos saberes necessários ao permanente exercício das práticas do mundo do trabalho, que se traduzem nas ações de ensino, pesquisa e extensão.

 

Formas de Acesso

- Via SiSU realizando o ENEM.

- Via transferência externa.

- Via reingresso.

 

Tempo de Duração

Um tempo mínimo de oito e máximo de quinze períodos semestrais letivos em fluxo normal, exceto, caso exista a oferta do Curso em mais de um turno, ou o aluno curse algumas disciplinas em outro campus, terá a possibilidade de agilizar sua conclusão.

Pré-Requisito: Ensino Médio Completo.

 

Objetivo Geral

Formar professores com amplo domínio da Matemática e da práxis pedagógica, criando profissionais reflexivos, competentes e críticos, capazes de promover o conhecimento científico e a disseminação do saber matemático e desenvolver competências próprias à atividade docente, que ultrapassem o conhecimento científico e avancem para a formação de competências profissionais de caráter político-pedagógico, referentes ao conhecimento de processos de investigação e reflexão sobre a prática cotidiana.

 

Objetivos Específicos

Propiciar a discussão dos conhecimentos específicos e pedagógicos, beneficiando-o dos recursos científicos e tecnológicos disponíveis na Instituição.

Oportunizar experiências educativas que contribuam para a sua prática profissional.

Oportunizar espaços de reflexão e de criação coletivas, estimulando a utilização de metodologias pedagógicas voltadas para o desenvolvimento de projetos.

 

Perfil Profissional do Egresso

O professor, assim esperado, deve ter um embasamento teórico, prático e pedagógico de tal monta que o habilite a lecionar como uma pessoa de conhecimento, com a maior profundidade e diversidade possível, em sua área específica, bem como uma capacidade de lidar com problemas e dificuldades que possam surgir no seu âmbito de trabalho, seja na área propedêutica profissional, seja na de relacionamentos dela emanantes. 

O Egresso será um professor com sólido embasamento teórico e, ao mesmo tempo, capaz de transformar esse conhecimento em uma prática consciente e autoreflexiva, de maneira que sua formação conduza a uma visão clara de seu papel social de educador, apto a se inserir em diversas realidades com sensibilidade para interpretar as ações dos educandos. 

No que se refere às competências e habilidades próprias do educador matemático, o licenciado em Matemática deverá ter as capacidades de:

 

  1. perceber a prática docente de Matemática como um processo dinâmico, carregado de incertezas e conflitos, um espaço de criação e reflexão, onde novos conhecimentos são gerados e modificados continuamente;

  2. elaborar propostas de ensino-aprendizagem de Matemática para a educação básica;

  3. analisar, selecionar e produzir materiais didáticos;

  4. analisar criticamente propostas curriculares de Matemática para a educação básica; 

  5. desenvolver estratégias de ensino que favoreçam a criatividade, a autonomia e a flexibilidade do pensamento matemático dos educandos, buscando trabalhar com mais ênfase nos conceitos do que nas técnicas, fórmulas e algoritmos;

  6. contribuir para a construção de projetos coletivos dentro da escola básica.

 

Organização e Estrutura Curricular 

O modelo de formação pretendido pelo IFRJ baseia-se no princípio de que a formação do professor deve se dar com a articulação entre os conhecimentos pedagógicos e os científicos desde o início do curso, de modo a, efetivamente, formar professores de Matemática e não apenas Matemáticos.

Os conteúdos curriculares são compostos por 3388,5 horas distribuídas da seguinte maneira:

Componentes curriculares

Horas

Horas

Créditos

Disciplinas Obrigatórias em Sala de Aula

2214

2052

152

Disciplinas Obrigatórias em Laboratórios

162

12

Disciplinas Optativas

162

162

12

Prática de Ensino em Disciplinas Obrigatórias

405

162

12

Prática de Ensino em Projetos Institucionais

243

18

Atividades Acadêmicas Complementares

202,5

202,5

15

Estágio Supervisionado

405

405

30

Total

3388,5

3388,5

251

 

A estrutura curricular do Curso está composta por componentes curriculares que visam contemplar cada um dos quatro eixos do perfil pretendido para o futuro professor.

 

Eixos Curriculares

Componentes Curriculares

Domínio do conteúdo específico de Matemática

Componentes curriculares teóricos de Matemática, Física e afins.

Domínio da teoria e práxis pedagógica

Componentes curriculares de teoria pedagógica

Componentes curriculares de prática de ensino

Estágio Curricular supervisionado

Prática Pedagógica

Capacidade interdisciplinar e contextualizadora

Componentes curriculares de outras áreas tecno-científicas

Componentes curriculares filosóficos, históricos, etc

Capacidade de atualização, de produção de conhecimento em sua área de trabalho e difusão desta produção

Componentes curriculares de linguagem e expressão

Componentes curriculares de metodologia de pesquisa

Trabalho de Conclusão de Curso

Estágio Curricular supervisionado

 

Matriz Curricular

Fluxograma

Ementas e Bibliografia

Disciplinas Optativas

Prática Profissional Durante o Curso

 

 

Atividades Complementares

As atividades acadêmico-científico-culturais, denominadas Atividades Complementares, constituem-se de experiências educativas que visam à ampliação do universo cultural dos licenciandos e ao desenvolvimento da sua capacidade de produzir significados e interpretações sobre as questões sociais, de modo a potencializar a qualidade da ação educativa. As atividades complementares propiciam ao licenciando uma complementação de sua postura de estudioso e pesquisador, integralizando o currículo com carga horária total de, no mínimo, 202,5 horas (sendo 102,5 horas de atividades científicas e 100 horas de atividades culturais).

As atividades acadêmicos-científicas estão divididas nas seguintes categorias:

  • Apresentação de trabalhos em eventos acadêmicos;

  • Participação em eventos acadêmicos na condição de ouvinte;

  • Realização de cursos livres e ou de extensão;

  • Realização de iniciação científica;

  • Participação em projetos/atividades de extensão;

  • Publicações diversas;

  • Realização de monitoria;

  • Realização de estágio não obrigatório;

  • Participação em órgãos colegiados;

  • Participação em comissão organizadora de evento acadêmico;

  • Realização de intercâmbio acadêmico.

As atividades culturais estão divididas nas seguintes categorias:

  • Participação em eventos culturais;

  • Leitura de livro;

  • Participação em cursos livres e ou cursos oriundos de projetos de extensão;

  • Realização de atividades filantrópicas ou do terceiro setor;

  • Participação em atividades de caráter desportivo;

  • Realização de intercâmbio de imersão linguístico-cultural (aprendizado de língua estrangeira e cultura);

  • Participação atividades eleitorais.

 
Mais informações em Atividades Complementares

 

 

Estágio Supervisionado

O Estágio Curricular Supervisionado de Ensino é uma atividade obrigatória, desenvolvida a partir do quinto semestre do curso. A carga horária de, no mínimo, 405 (quatrocentas) horas, será distribuída da seguinte forma: 81 (oitenta e uma) horas para Encontros Semanais de Supervisão de Estágio e 324 (trezentas e vinte e quatro) horas para Atividades de Estágio, baseados no seguinte direcionamento metodológico: 

I - Conhecimento do contexto escolar; 

II - Reflexão sobre a realidade da escola; 

III - Identificação das situações que possam tornar-se objeto do plano de estágio a ser desenvolvido; 

IV - Elaboração do plano de estágio; 

V - Aplicação do plano de estágio e 

VI - Avaliação. 

Mais informações em Estágio Supervisionado

 

 

Monitoria

A monitoria é uma atividade auxiliar à docência, exercida por alunos regularmente matriculados no curso. O IFRJ possui duas modalidades de monitoria: uma em que o aluno recebe uma bolsa e outra voluntária. Compete ao monitor do Curso de Licenciatura em Matemática auxiliar o professor na orientação dos alunos, para esclarecimento de dúvidas e/ou realização de exercícios.

Mais informações em Monitoria

 

 

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Para a conclusão do Curso, o licenciando, a partir das suas vivências e experiências com a prática pedagógica, deverá estruturar e apresentar um trabalho monográfico sobre tema pertinente aos conteúdos da sua formação específica. Este trabalho poderá basear-se na observação da prática docente, em estudos de casos ou outros, de modo que venha a ser uma oportunidade de reflexão que envolva a tríade formação-pesquisa-ação, sempre sob a supervisão e orientação de um professor do Curso. Como Trabalho de Conclusão de Curso, o licenciando poderá ainda elaborar projetos de investigação de temas específicos do Curso com aplicações no ensino da Matemática.

São objetivos do TCC:

  1. Promover o aprofundamento e a consolidação dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos durante o Curso de Graduação, de forma ética, crítica e reflexiva.

  2. Estimular a produção e a disseminação do conhecimento, através da iniciação à pesquisa científica e à produção de bens e produtos;

  3. Desenvolver a capacidade de criação, inovação e empreendedorismo.

Mais informações em Trabalho de Conclusão de Curso

 

Mais informações no Projeto Pedagógico de Curso.

Projeto Pedagógico do Curso: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

Prática Profissional Durante o Curso: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

 

Matriz Curricular: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

Fluxograma: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

Ementas e Bibliografia: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

Disciplinas Optativas: 

If this browser does not support PDFs, please download the PDF to view it: Download PDF.

Atividades Complementares: 

As atividades acadêmico-científico-culturais constituem-se de experiências educativas que visam à ampliação do universo cultural dos licenciandos e ao desenvolvimento da sua capacidade de produzir significados e interpretações sobre as questões sociais, de modo a potencializar a qualidade da ação educativa. As atividades complementares propiciam ao licenciando uma complementação de sua postura de estudioso e pesquisador, integralizando o currículo Para efeito de acompanhamento e registro da carga horária a ser cumprida (202,5 horas, sendo 102,5 horas de atividades científicas e 100 horas de atividades culturais), estas atividades estão divididas nas seguintes categorias:

  • Palestras, seminários, congressos, conferências ou similares, que versem sobre temas relacionados ao Curso;
  • Projetos de extensão cadastrados na Coordenação de Extensão da Unidade em que se realiza o Curso;
  • Cursos livres e/ou de extensão certificados pela instituição promotora, com carga horária e conteúdos definidos;
  • Estágios extracurriculares em instituições conveniadas com o IFRJ;
  • Monitoria;
  • Atividades em instituições filantrópicas ou do terceiro setor;
  • Atividades culturais, esportivas e de entretenimento;
  • Iniciação científica;
  • Publicação, como autor, do todo ou de parte de texto acadêmico;
  • Participação em órgãos colegiados do IFRJ;
  • Participação em comissão organizadora de evento educacional ou científico.
Estágio Supervisionado: 

O Estágio Curricular Supervisionado de Ensino é uma atividade obrigatória, desenvolvida a partir do quinto semestre do curso. Por meio deste, busca-se a articulação entre o currículo do curso e a prática pedagógica, atendendo ao parecer nº 21/2001 do CNE, que define o estágio curricular como um tempo de aprendizagem em que alguém se demora em algum lugar ou ofício para aprender a prática do mesmo e, assim, poder exercer uma profissão ou ofício. Assim, o estágio é o momento de efetivar um processo de ensino-aprendizagem que irá se tornar concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. A carga horária de, no mínimo, 405 (quatrocentas) horas, será distribuída da seguinte forma: 81 (oitenta e uma) horas para Encontros Semanais de Supervisão de Estágio; e 324 (trezentas e vinte e quatro) horas para Atividades de Estágio. O REGULAMENTO DE ESTÁGIO detalha melhor suas atividades.

Regulamento - Estágio

Ficha de Avaliação da Aula

Ficha de Avaliação - Estagiário

Ficha de Frequência

Ficha de Identificação do estágio

Orientações - Estágio Licenciaturas

Pesquisa Institucional

Planejamento das atividades

Plano de Trabalho

Monitoria: 

A monitoria é uma atividade auxiliar à docência, exercida por alunos regularmente matriculados no curso. O IFRJ possui duas modalidades de monitoria: uma em que o aluno recebe uma bolsa e outra voluntária. Compete ao monitor do Curso de Licenciatura em Matemática auxiliar o professor na orientação dos alunos, para esclarecimento de dúvidas e/ou realização de exercícios.

Regulamento de Monitoria

Termo de Monitoria Voluntária

Trabalhos de Conclusão de Curso: 

Para a conclusão do Curso, o licenciando, a partir das suas vivências e experiências com a prática pedagógica, deverá estruturar e apresentar um trabalho monográfico sobre tema pertinente aos conteúdos da sua formação específica. Este trabalho poderá basear-se na observação da prática docente, em estudos de casos ou outros, de modo que venha a ser uma oportunidade de reflexão que envolva a tríade formação-pesquisa-ação, sempre sob a supervisão e orientação de um professor do Curso. Como Trabalho de Conclusão de Curso, o licenciando poderá ainda elaborar projetos de investigação de temas específicos do Curso com aplicações no ensino da Matemática.

São objetivos do TCC:

  1. Promover o aprofundamento e a consolidação dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos durante o Curso de Graduação, de forma ética, crítica e reflexiva;
  2. Estimular a produção e a disseminação do conhecimento, através da iniciação à pesquisa científica e à produção de bens e produtos;
  3. Desenvolver a capacidade de criação, inovação e empreendedorismo.

No Curso de Matemática, o aluno, tendo concluído a disciplina Pesquisa em Ensino de matemática e 75 (setenta e cinco) % dos créditos referentes aos componentes curriculares previstos na matriz curricular sugerida até o 6º período, inclusive, deverá inscrever-se em Trabalho de Conclusão de Curso I e, ao longo dessa disciplina, elaborar seu Projeto de TCC sob orientação docente. Ao término do 7º período, o projeto deverá ser entregue à Coordenação do Curso. No 8º período, na disciplina Trabalho de Conclusão de Curso II, ocorrerão as atividades de orientação e apresentação pública. O TCC será avaliado considerando-se a qualidade do trabalho escrito e da apresentação oral.

Template de TCC em LaTeX

Regulamentos: 

Em construção.

 

Contatos:

Rua Antônio Barreiros, 212 - Bairro Nossa Senhora das Graças

CEP: 27215-350

Volta Redonda - RJ

Telefones: (24) 3356-9101

Coordenação do curso: matematica.cvr@ifrj.edu.br

Curta nossa fanpage!

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO