Circuito Gastronômico da Diáspora Africana

As marcas da diáspora africana estão distribuídas por toda cultura brasileira, inclusive na gastronomia. O Circuito Gastronômico da Diáspora Africana, cuja finalidade está na preservação do patrimônio imaterial gastronômico construído a partir desta diáspora, tenta colaborar nesta tarefa. Foram selecionados restaurantes e axés localizados na cidade que permitam uma verdadeira imersão na cultura africana através de pratos da culinária afro-brasileira tais como Abará, Acarajé, Bolinho do Estudante, Caruru, Cocada, Feijão Branco com Dobradinha, Feijoada, Mocotó, Moqueca de Peixe, Peixe de Escabeche com Arroz e Legumes, Vatapá, Xinxim e Angu à Baiana. Esta atividade está sob os cuidados da Prefeitura da Cidade de São João de Meriti, e percorrer todo o circuito promete ser uma deliciosa imersão na cultura afro-brasileira, além de lhe permitir não apenas o turismo étnico, mas oportunizar, talvez pela primeira vez, saborear pratos como:

 

 


 

*** Aconteceu em 2013 *** 

 

 


Café da Manhã


 
Café da Roça

Sinta o clima da roça com delicioso café da manhã com bolos e um delicioso e completo café.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Clique aqui e confira o endereço
 


Almoço e/ou Jantar


 

Abará

Especialidade gastronômica da culinária afro-brasileira feita de massa de feijão-fradinho, cebola e sal, cozida. O abará pode ser servido puro, mas geralmente é ingerido com o camarão, caruru, vatapá e/ou salada,e para quem gosta, pimenta.
 

Point do Acarajé

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Acarajé

Especialidade gastronômica da culinária afro-brasileira feita de massa de feijão-fradinho, cebola e sal, frita em azeite-de-dendê. O acarajé pode ser servido com pimenta, camarão seco, vatapá ou caruru.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Point do Acarajé

 

Clique aqui e confira os endereços

 

 


Bolinho do Estudante

Bolinho de Estudante é um quitute da culinária afro-brasileira feito de tapioca e coco enrolado, é frito e passado no açúcar com canela.
 

Point do Acarajé

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Caruru

Prato trazido para o Brasil pelos escravos africanos e pode-se comer acompanhado de acarajé ou abará.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Cocada

Cocada é um doce tradicional de Angola e típico no Brasil feito à base de coco. As receitas variam, mas em geral levam gemas, leite e coco ralado. Algumas receitas utilizam leite condensado, rapadura, leite-de-coco açúcar e coco ralado queimado. Em Angola a variante mais conhecida é a cocada amarela.
 

Point do Acarajé

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Feijão Branco com Dobradinha

É o nome dado, em culinária, ao bucho de animais, em especial do boi, cozido em pequenos pedaços com grande variedade de condimentos e acompanhamentos, neste caso com feijão branco.
 

Barracão das comunidades da Paróquia São João Batista. (item do cardápio servido exclusivamente no dia 23/11)

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Feijoada

Prato que consiste num guisado de feijão com diversos cortes de carne, normalmente acompanhado com arroz.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra recebe Casa de Cláudia

 

IZV - Instituto Zumbi Vive (item do cardápio servido exclusivamente no dia 20/11/2013, das 11:00 às 20:00)

 

Matriz Pão e Pizza (item do cardápio servido exclusivamente no dia 22/11/2013)

 

Restaurante Vasfeijão

 

Clique aqui e confira os endereços

 


Menu degustação

Experimente, em apenas uma única refeição, diversos pratos, entradas e sobremesas em pequenas porções, a preço fixo, sendo esta uma ampla imersão gastronômica nos sabores da diáspora africana.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Mocotó

Leva além do próprio mocotó cozido, pedaços de linguiça, feijão branco, ovos cozidos picados, tempero verde e outros ingredientes tais como pimenta malagueta.A origem da palavra vem do termo tupi-guarani mbo-coto, foi sendo criado no Brasil devido aos seus ingredientes ricos e nutritivos e de baixo custo aproveitados quando do abate de gado tanto nas regiões pecuárias como nos matadouros dos centros urbanos. Na época das charqueadas, os escravos a faziam para seu sustento, quando as partes do boi desprezadas pelos patrões, como pata, úbere, tripa grossa, e outros pedaços por serem considerados menos nobres, eram recolhidas pelos escravos, que as limpavam e as colocavam a ferver.
 

Barraca da Lúcia do Angu

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Moqueca de Peixe

Cozido de peixe e outros frutos do mar com diferentes temperos
 

Barracão das comunidades da Paróquia São João Batista (item do cardápio servido exclusivamente no dia 21/11)

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Peixe de Escabeche com Arroz e Legumes

O escabeche era um modo rudimentar de conservar alimentos, que incluía peixes, especialmente em longas viagens, tal como as do descobrimento do Brasil. Esse tipo de conservação deu origem a pratos na gastronomia. Na Bahia, o escabeche quente se tornou uma adaptação realizada pela culinária Afro-Baiana. As caravelas quando chegavam com as conservas em escabeche, as cozinheiras, que geralmente eram escravas, acrescentavam temperos frescos e cozimento a algumas destas conservas, como peixes, por exemplo, além do leite de coco. Daí tornou-se então tradicional na culinária baiana o escabeche.
 

Barracão das comunidades da Paróquia São João Batista (item do cardápio servido exclusivamente no dia 22/11)

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Vatapá

O vatapá é influência da culinária da diáspora africana, trazida pelos escravos nos navios negreiros, a partir do século XVI. O seu preparo pode incluir pão molhado ou farinha de rosca, gengibre, pimenta-malagueta, amendoim, castanha de caju, leite de coco, azeite de dendê, cebola e tomate.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Barracão das comunidades da Paróquia São João Batista (item do cardápio servido exclusivamente no dia 21/11)

 

Clique aqui e confira os endereços

 


Xinxim

Prato recheado com camarão defumado frito no azeite de dendê. O seu preparo pode incluir gengibre, camarão defumado, castanha, tomate, coentro, cebola e camarão fresco.
 

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Jantar


 

Angu à Baiana

Geralmente preparado com fubá (farinha de milho moída fina) o angu à baiana geralmente leva água, fubá, carne, linguiça, bacon, tomate picado, cebolinha, pimentão, cebola e alho.
 

Barraca da Lúcia do Angu

 

Clique aqui e confira o endereço

 


Endereços:

AMALYRA - Associação Martiliano Manoel Lyra

Local: Travessa Munguengue, nº 46, Venda Velha, São João de Meriti. (Ponto de referência: Parque de Eventos / Rodeio).

(Aberto para café da manhã. Doe um brinquedo e participe da oficina de gastronomia). Os pratos acompanham salada verde.

Barraca da Lúcia do Angu

Local: Rua Manuel Francisco da Rosa, Centro, São João de Meriti. (Ponto de referência: Ciclovia, Polo Gastronômico, Ponto de Ônibus Santa Terezinha).

(Aberto para lanche noturno das 19:00 às 23:30).


Barracão das comunidades da Paróquia São João Batista

Local: Praça Getúlio Vargas (Praça da Matriz), s/nº, Centro, São João de Meriti.

(Aberto diurno e noturno).

IZV - Instituto Zumbi Vive - X - Feijoada da Consciência

Local: Social Clube Meriti, Rua Juiz Moacir Marques Morado, nº 106, Centro, São João de Meriti.

Incluída recreação para as crianças, música, leitura de textos, poesias e preços populares. (item do cardápio servido exclusivamente no dia 20/11/2013, das 11:00 às 20:00).

Matriz Pão e Pizza

Local: Rua Maestro Benedito Moura, 31, Centro, São João de Meriti.

(item do cardápio servido exclusivamente no dia 22/11/2013).

Point do Acarajé

Feira do Livro de São João de Meriti, Estande 22, Rua da Matriz.

Dilma Melo preparando os acarajés que fizeram sucesso durante o FLIDAM. Foto enviada por IFRJ - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, ASCOM.

Restaurante Vasfeijão

Local: Rua Congo, 445, São João de Meriti.

(Altura do Km 5 da Rodovia Presidente Dutra - Aberto para Almoço e jantar).

Desenvolvido em: Drupal
Sítio melhor visualizado em Mozilla Firefox
Equipe de desenvolvimento: DGTI - CODES

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - Reitoria

Rua Pereira de Almeida, 88 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20260-100 Telefone: (21) 3293-6000

Entre em contato conosco