Apresentação

 

A palavra diáspora, que possui sua origem no grego antigo e significa "dispersão", serve para definir o deslocamento, incentivado ou normalmente forçado, de grandes massas populacionais originárias de uma determinada zona para distintas áreas de acolhimento. Como as Américas foram um dos destinos mais frequentes da diáspora africana, dado o trabalho escravo, é inevitável reconhecer que este movimento trouxe consigo não apenas pessoas, mas também cultura, ideias e saberes, que de certo ponto foram apropriados não apenas pela cultura brasileira, mas por diversas outras culturas. Enquanto alguns dos atuais descendentes da diáspora africana estão produzindo novos saberes nas mais diversas áreas do conhecimento, outros estão refletindo sobre a preservação da herança cultural transmitida por seus antepassados, onde uma de suas mais diversas manifestações é a literatura. Este festival busca encontrar lugar como ponto de encontro nesta comunidade, sob o olhar da produção literária contemporânea, em suas mais amplas subdivisões e rica variedade de estilos e temas.


Prof. Dr. Rodney Albuquerque - Curador do FLIDAM.

 

  

"La historia nos describe que incontables negros, en su mayoría procedentes de la Costa Occidental Africana, fueron trasladados a la fuerza, como miserables esclavos, para la colonización del Nuevo Mundo. Sin embargo, con su naturaleza, en nada modificada, trajeron su cultura, personalidad y negrura de su piel, ofreciendo un aporte significativo en la construcción de la nueva sociedad americana."

 

HERRER, P. Julio. Comboniano. La familia en la sociedad afro americana. Secretariado de Promoción Humana. Vicariato de Esmeraldas, (Ecuador) 1978.

Desenvolvido em: Drupal
Sítio melhor visualizado em Mozilla Firefox
Equipe de desenvolvimento: DGTI - CODES

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - Reitoria

Rua Pereira de Almeida, 88 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20260-100 Telefone: (21) 3293-6000

Entre em contato conosco